Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2009
Pelas idas e voltas
Pelos ventos contra e a favor
Pela distância, tempo e cansaço
Pelo diálogo interior
Eu pessei noites inteiras
sem saber o que pensar
então eu pensei em dormir
Algo me atormenta,algo me atormenta
Isto acaba comigo...
E eu não sei por onde começar

Ainda podemos nos matar?
Ainda podemos nos matar?

Eu fui um bebê prematuro
Agora estou velho e imaturo
O que aconteceu comigo?
O que aconteceu conosco?
Ainda podemos nos matar?
Ainda podemos?

(LETRA DE UM SOM QUE NÃO LEMBRO O NOME, GRAVADA HÁ QUATRO OU CINCO ANOS ATRÁS)

Franco atirador

Cansado da escuridão que lhe cerca, ele quer quebrar o céu acreditando que existe alguma coisa além dele, mas mal sabe ele que tudo é só imaginação.
Tudo, inclusive ele.
Esperar, esperar,esperar...
me sinto como quando estive bem longe...
esperando e seguindo sem saber, sem saber, sem saber...
sem saber pra onde