Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013
Se é que Deus realmente existe e é mesmo o criador dessa tremenda imperfeição que eu sinto. Talvez, ainda que ele me pareça injusto por não ter me dado asa alguma. Talvez, quem sabe? Lá no fundo, ele não desejasse me assombrar com essa impressão latente que acaba produzindo essa sua aparência de um Deus sempre intangível e injusto. Juro que não sei, porém um vez que ele tenha me dado essa enorme imaginação que eu possuo, talvez, quem sabe? No mínimo ele esperasse, que mesmo sem asa alguma, que mesmo apesar da força exercida por qualquer gravidade, amiúde eu não me esquecesse que sou capaz de voar. Independentemente e ainda que fosse necessário e comum cair tantas vezes. Mas é coisa demais e ao mesmo tempo sempre fugindo desse meu receoso e também muito raso entendimento. Será que é por que pousei? Sinceramente não sei. Só espero que eu não vá perder jamais a coragem de me perguntar: Será que já decolei hoje? Se o fiz, por que sim? Se não fiz, por que ainda não? Aficionado por respost…
Me perguntar se a energia que emano é boa ou ruim se tornou bastante clichê quando vejo que a energia que tenho (oscilante ou não) parece que é tanta que já começou a interferir tanto em aparelhos eletrônicos quanto em redes elétricas inteiras.
Acredito que toda a vez que alguém é humilhado demais por tudo o que é vil por tempo demais, como num mecanismo de defesa que este acaba criando, sua própria humildade também acabará precisando ser diminuída a tal ponto que nem mesmo o que lhe parecer finalmente superior lhe fará desejar abaixar a cabeça em reverência a qualquer coisa que seja. Que merda de capitalismo é esse que desde cedo já nos dita que antes mesmo de sabermos quem realmente podemos ser, temos que aceitar a obrigação (fajuta) de nos tornarmos (dentro de uma lógica mercantilista e corrompível) só mais uma coisa comerciável. Entretanto, é preciso saber viver. Mesmo sabendo que boa parte de nossas melhores horas estão apenas a serviço da manutenção de um mercantilismo servil e barato. Nessas horas tantos livros baratos de auto-ajuda estão querendo ajudar quem? Ah é tanta coisa, são tantas as vezes que me sinto forçado a estar além de mim mesmo...certa vez cheguei a sonhar até com leões, tigres e leopardos invadindo …
24 de setembro de 2013, 00:22 Hs... É engraçado o modo que certas coisas tem ou não que acontecer. De repente há cerca de 14.532 dias atrás pode ser que uma chuva inesperada caiu, alguém se atrasou pro trabalho, teve de pegar um outro ônibus lotado de pessoas que nunca viu e (por causa disso e daquilo) hoje, cá estou eu. Vai saber,quem é que pode dizer como isso aconteceu realmente? Não sei sequer explicar que foi o dia de hoje pra mim.Por mais que eu quisesse ou planejasse, não sou capaz de prever nem mesmo o que me irá ocorrer amanhã. Talvez daqui a 35.243 dias, as tantas horas que eu também não tenho como saber, alguém tropece num buraco qualquer numa calçada que alguém esqueceu de tapar só porque se cansou de mais um dia comum ou até porque teve finalmente um momento que jamais teve na vida...sei lá eu, mas quem sabe essa pessoa caída seja socorrida por um transeunte qualquer que depois de prestar tal socorro ,de repente se transforme no cara que eu tanto quero ser, sei que posso …
Num mundo aonde tanto se fala e quase nunca se tem ouvidos, antes ser só mais um desses que quase nunca tem algo importante a ser dito. Antes contentar-se com o gaguejar que vez ou outra se mistura nas coisas raramente dignas de serem ditas com alguma certeza, do que não passar de um viciado que fica o tempo todo usando somente de meias palavras. Não é a toa que existam tantas pessoas se fazendo de surdas! É tanto viciado pra tudo que é lado! Viciados! Certos de que mesmo dizendo de tudo apenas pela metade ainda podem se achar no direito de falar sobre muito. Ah quanta bobagem! Quanto lelele! Quanto babebibobu! Quanto mimimi! Até parecem bebês divertindo-se com o que vão incompreensivelmente pronunciando ao mesmo tempo que aprendem a falar. Que merda, talvez eu seja só mais um desses que resiste ao próprio silencio, que vai lutando como pode pra não continuar a dizer tanta bobagem sentimental.

Uma tragédia precoce do espírito ( Ou só o mesmo trágico caminho de tantos gênios que de tão adolescentes e brilhantes que foram não sentiram vontade nenhuma em se ultrapassar)

Cansado de ser visto e considerado sempre da mesma forma insistente, precipitada e também descuidada que lhe transformava naquela espécie de monstro que ele não era, naquela espécie de alienígena em qualquer lugar, um ser diferente e com a horrorosa aparência de quem sequer se reconhecia como sendo dono de uma inteligencia maior que a dos outros, fez questão de se comportar como um tolo, fez questão de mostrar que podia cometer os mesmos erros que qualquer um seria capaz de também cometer. Ele não era capaz de suportar o isolamento que lhe fora imposto, ele não suportava a ideia de que só porque se encontrava sempre pensativo demais também não seria capaz de agir de acordo com os seus sentimentos ou com a mesma estupidez existente em qualquer um que uma vez possuindo e agindo de acordo com esse coração atrevido que qualquer ser vivo tem, vez ou outra também acaba emocionando o corpo inteiro com os seus batimentos e por isso acaba se deixando levar pelo mesmo crendo que este além de…